Convenção Coletiva de Trabalho 2018/2019 foi pauta de reunião entre Seeb e Sindhosba

Convenção Coletiva de Trabalho 2018/2019 foi pauta de reunião entre Seeb e Sindhosba

Nesta segunda (23/04), realizou-se a primeira reunião entre o SEEB, representado por seus diretores Davi Apóstolo e Alessandra Gadelha e o advogado trabalhista Dr. Felipe Chaves, e o Sindhosba, que representa os Hospitais Privados para discutir o acordo da convenção coletiva 2018/2019.

 

Não houve avanço das pautas discutidas, dado que o sindicato patronal sugeriu a implementação de cláusulas econômicas e sociais que ferem e retiram os direitos trabalhistas conquistados ao longo desses anos como:

 

– A homologação ser feita na empresa, e assim não permitir que o SEEB averigue se os pagamentos estão corretos;
– A contribuição sindical seja autorizada pelo trabalhador de maneira expressa;
– Regulamentar uma jornada de 12×48 e 24×72, aumentando a intensidade do trabalho;
– Formação de uma comissão de trabalhadores por ambiente de trabalho, de modo que o patronato tenha mais liberdade de negociação;
– O reajuste salarial que o sindicato patronal sugeriu foi de apenas 1,56% (INPC), sem ganho real.

 

O SEEB foi contra por entender que tais propostas ferem a autonomia sindical e enfraquecem a luta política da classe trabalhadora. O sindicato apresentou uma pauta que visa garantir e ampliar os ganhos trabalhistas. Haverá uma nova rodada de negociação no dia 02/05, às 10h.

 

#vocênãoestásozinha

Gestão Juntos Somos Fortes

Agenda da Semana

27 de Maio a 01 de Abril

27/05

 (Segunda)

(14:00) Reunião com a Fesf Sus.

28/05

(Terça)

(10:00) Audiência Pública em Feira de Santana.

29/05

(Quarta)

(08:30) Audiência de conciliação com a FBC na Justiça do trabalho.
(09:30) Reunião com a Fesf Sus.
(10:15) Audiência na 2ª VT de Alagoinhas com IBDAH.
(14:00) Reunião com a CUT/BA.

30/05

(Quinta)

(30/05) – Feriado.

31/05

(Sexta)

Recesso.

01/06

(Sábado) 

Fórum Popular de Saúde de Feira de Santana.

Confira também!

Processo IBR Vitória da Conquista

SAÚDE NÃO É MERCADORIA! Trabalhadores da rede privada de saúde iniciam campanha para cobrar melhores condições de trabalho à Hapvida

Abrir WhatsApp
Precisa de ajuda?
Olá! Como podemos te ajudar?